Pular para o conteúdo principal

Destaques

Como Fazer um Vaso Suspenso - DIY

Olá

Hoje, vou ensinar a fazer um vaso suspenso. Aqui em casa é a única forma que posso cultivar plantinhas, pois meus filhos (um casal de gatos) comem todas as que estiverem ao alcance deles.
Eu e meu marido montamos o vaso para abrigar uma cebola que brotou na gaveta da geladeira. Todos os materiais que usamos tínhamos em casa, mas, caso você não os tinha pode encontrá-los na Leroy Merlin - me patrocina Leroy?




Você vai precisar de um pote de vidro, mais ou menos dois metros de cabo de aço, uma abraçadeira e uma roldana com parafuso.  

Enrolamos o cabo de aço em volta da boca do pote, com uma das pontas saindo pela trava dele e outra pela tampa. Unimos as duas pontas com a abraçadeira para ficar bem seguro, em seguida passamos o restante do cabo pela roldana, a qual parafusados em uma prateleira, e finalizamos com várias voltas e amarrações do cabo na mão francesa que sustenta a prateleira.  




Muito fácil e lindo!
E você, gostou?

Abertura do Rio Moda Rio

O desfile de abertura do Movimento Rio Moda Rio homenageou quatro grandes nomes da moda carioca dos anos 70 e 80: Georges Henri, Mauro Taubman, Maria Cândida Sarmento e Simão Azulay.

A elegância típica do belga Georges Henri estava toda na sala, para a primeira homenagem da noite. Quase todos os looks em linho, calças retas e curtas, camisões, a saia em barras, os cobiçados blazers de linho sobre calças pretas. No final da apresentação, Silvia Pfeifer, vestida de calça em azul marinho completou a sensação de elegância que Georges tanto prezava.

Mauro Taubman, líder da Company, foi o segundo homenageado da noite. O desfile dividido em quatro partes foi objetivo e didático. O lado esportivo, praieiro e atlético ganhou ênfase em jardineiras jeans, calças de tijolinhos e vestidinhos com aplicações de arco-íris.

Terceira homenageada no show de abertura do Rio Moda Rio foi Maria Cândida Sarmento, líder da Maria Bonita. A coleção acertou na cartela de cores claras, nas misturas de linhos com sedosos e sintéticos, justamente como Cândida sabia fazer tão bem. 

Simão Azulay, considerado o Príncipe dos Jeans criando a Yes, Brazil, foi o quarto homenageado e teve direito a um final divertido. Camisões estampados, calças e shorts jeans, coletinho e macacões detonados, cruzaram a passarela. O final da apresentação trouxe Xuxa, de cabelão crespo, calça jeans clara, de cós baixinhos, jaqueta branca, blusa preta e botinha branca. 

As quatro marcas foram bem representadas. E no final geral, a plateia foi convidada a dançar com os modelos, em meio a balões cor de rosa.

Confira, na galeria de imagens a seguir, os desfiles:

Movimento Rio Moda Rio

Comentários

hostinger

Postagens mais visitadas