Pular para o conteúdo principal

Destaques

Redescubra a Tendência do Lápis Azul, Febre dos Anos 80 e Queridinho da Princesa Diana

Nos anos 2000, o lápis preto na linha d’água se tornou item obrigatório no look e necessaire de todas as mulheres, desde as mais básicas às audaciosas. Agora, novas tendências ganharam espaço, mas será que são tão novas assim? Febre nos anos 1980, o lápis azul tem conquistado espaço entre as beauty gurus, não por acaso era queridinho da princesa Diana - tema que está em alta na internet graças aos fãs da série The Crown, da Netflix, sobre a realeza britânica. A princesa usava o lápis para realçar seus olhos e expressar sua personalidade distinta dos outros membros reais, com uma pitada de atrevimento, claro, com uma corzinha na make. Fica a dica para quem - apesar do estilo básico - quer ousar no look! Mas, se você gosta de uma make colorida, saiba que o lápis não precisa ser usado apenas na marca d’agua, há inúmeras outras formas como, esfumado na pálpebra, delineado e até desenhos artísticos! Para quem adora inovar, o lápis Make B. Artist Azul é uma boa pedida. Ele possui fácil aplic

Desfile de Moda da Faculdade Santa Marcelina em Prol da Campanha Outubro Rosa


Com o objetivo de conscientizar sobre a importância da campanha Outubro Rosa, a sexta edição do “Fashion Day” será realizada no início de novembro, com a participação de 107 alunos do curso de Moda da Faculdade Santa Marcelina, os quais mostrarão suas criações em um desfile composto por 37 pacientes do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).    


Graduandos do segundo semestre, os alunos têm a orientação da professora Walquiria Caversan, que leciona as disciplinas Processos de Criação e Estilismo. Para a preparação do desfile, no início de novembro, o grupo esteve no instituto, onde conheceu os pacientes e também aproveitou para obter as medidas para confecção das peças. 

“Trabalhamos em técnica de upcycling e modelagem experimental a partir de formas geométricas. Todo o desenvolvimento do vestuário tem caráter sustentável, desde o aproveitamento de peças prontas de brechós, transformadas em novas, ao uso das bandeiras de estamparia, que são amostras/descartes modificadas a partir de estudos de superfície”, explica a professora da Faculdade Santa Marcelina.  

No hall de entrada da instituição de saúde, na Capital paulista, o público poderá conferir diversas peças que retratam a moda do século XX, reunindo os destaques entre 1901 a 2000. A cada três ou quatro pacientes, todos com idade entre 20 e 90 anos, uma das décadas deste período será representada. 

O desfile conta com apoio da empresa têxtil Dalutex, que doou as bandeiras de estamparias para a confecção das peças, além da marca de cosméticos Payot, que oferecerá a maquiagem aos pacientes no dia do evento.  

Além disso, também compondo a equipe de docentes deste curso na Faculdade Santa Marcelina, a professora Miti Shitara participa do desfile com uma palestra sobre os 100 anos de Moda (1900 a 2000), em que trará mais informações dados históricos, silhuetas e detalhes de cada década. 
“A experiência é intensa e muito gratificante, uma vez que esse projeto consiste, antes de tudo, em uma nova experiência de vida a cada edição. Ao mesmo tempo, um trabalho que exige muita dedicação da minha parte e, principalmente, dos alunos que, com pouca experiência, têm que vestir diferentes corpos e de todas as idades. Esta vivência se estende em uma grande amizade entre pacientes e estudantes, na realização de um importante evento, de modo que contribuímos com a conscientização da prevenção ao câncer e a autoestima dos pacientes em tratamento. Temos depoimentos de participantes que desfilaram nos eventos anteriores e relatam que se envolver com o desfile mudou o modo como enxergavam a vida”, finaliza Walquiria. 

Serviço  
Local: Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) 
Endereço: Avenida Dr. Arnaldo, 251 - Cerqueira César, São Paulo    
Data e horário:  08/11, às 11h. 
Classificação: livre 
Preço: gratuito 


Comentários

Postagens mais visitadas