Pular para o conteúdo principal

Destaques

SALVATORE FERRAGAMO: Campanha Primavera-Verão 2021

Suspense, intriga e belas estrelas na campanha primavera-verão 2021 da Salvatore Ferragamo - “Director’s Cut”. Cortada diretamente pelo diretor indicado ao Oscar Luca Guadagnino da atmosfera do filme para a coleção, a campanha de Salvatore Ferragamo para a primavera-verão 2021 é uma obra-prima de refinamento do suspense. O portfólio de fotos e um curta, com curadoria de Guadagnino ao lado do diretor criativo Salvatore Ferragamo, Paul Andrew, se baseia no filme inspirado em Alfred Hitchcock, ambientado em Milão, que foi exibido antes do desfile de moda em setembro de 2020. Concebida como uma homenagem a Hollywood – o local do primeiro sucesso de nosso fundador – e a Milão – o local da expressão da moda de Salvatore Ferragamo no século 21 – a campanha combina nossa herança de artesanato artístico e inovação técnica. O elenco de Guadagnino é composto por Mariacarla Boscono, Maggie Cheng, Jonas Glöer, Samer Rahma e Anok Yai. A alquimia do olho do diretor os reúne em uma série de mise-en-sc

Alerta de Grandes Mudanças na Moda


Já era hora desta mudança: o mundo está muito rápido e não há mais motivo de se esperar os habituais seis meses para encontrar a coleção do desfile na loja. Em pensar que em um passado não distante, eu esperava por volta de um mês, após uma temporada de desfiles acabar, para ir à banca e comprar uma revista com compilação do melhor da estação. Hoje assisto a muitos desfiles on-line e em tempo real. Repensar esta estrutura de apresentação e comercialização se torna necessário, pois, grandes marcas, que possuem lojas em diferentes hemisférios, lidam com diferentes estações simultaneamente.

Pois bem, vamos às notícias.

A Burberry acaba de anunciar uma grande mudança: a partir da temporada de Verão 2017 internacional (em setembro), a marca vai substituir seus quatro desfiles anuais por apenas dois, juntando suas linhas feminina e masculina, além de decretar o fim das estações. Ou seja, o modelo atual possui um desfile único de verão e ouro de inverno, para a linha feminina e masculina, totalizando quatro por ano. Já o novo, é composto por um desfile com ambas as linhas, a cada seis meses.

Com isso, todas as peças desfiladas já estarão disponíveis, no mesmo dia, tanto nas lojas físicas quanto no e-commerce, reposicionando a marca Burberry no mercado atual, em que a maioria dos consumidores não está ciente do timing da indústria, não enxergando a espera pelos produtos como algo empolgante. Nas palavras de Christopher Bailey, CEO e Diretor Criativo da marca: “Você cria toda essa energia em torno do desfile, daí ele acaba e você diz:(sic) agora esqueça porque ele não estará nas lojas nos próximos seis meses”,

Além da Burberry, Tom Ford, referindo-se à própria marca, disse em entrevista ao WWD que pretende juntar as linhas masculinas e femininas, e que em vez de apresentar sua coleção de Inverno 2016/17 este mês, transferiu o evento para setembro.

Os idealizadores da semana de moda Nova York também consideram mudar totalmente o calendário do evento, apresentando a coleção de inverno e verão em suas próprias estações, alegando que o sistema que o sistema atual está falido.

Antes, a imprensa e os grandes comerciantes viam em primeira mão as novidades, a fim de programar suas estratégias. Hoje, com as transmissões em tempo real, as coleções logo deixam de ser novidade e é difícil traduzir o buzz de um desfile em vendas e lucros.

Vejamos o que será do mercado com estas mudanças.

Comentários

Postagens mais visitadas