Pular para o conteúdo principal

Destaques

SALVATORE FERRAGAMO: Campanha Primavera-Verão 2021

Suspense, intriga e belas estrelas na campanha primavera-verão 2021 da Salvatore Ferragamo - “Director’s Cut”. Cortada diretamente pelo diretor indicado ao Oscar Luca Guadagnino da atmosfera do filme para a coleção, a campanha de Salvatore Ferragamo para a primavera-verão 2021 é uma obra-prima de refinamento do suspense. O portfólio de fotos e um curta, com curadoria de Guadagnino ao lado do diretor criativo Salvatore Ferragamo, Paul Andrew, se baseia no filme inspirado em Alfred Hitchcock, ambientado em Milão, que foi exibido antes do desfile de moda em setembro de 2020. Concebida como uma homenagem a Hollywood – o local do primeiro sucesso de nosso fundador – e a Milão – o local da expressão da moda de Salvatore Ferragamo no século 21 – a campanha combina nossa herança de artesanato artístico e inovação técnica. O elenco de Guadagnino é composto por Mariacarla Boscono, Maggie Cheng, Jonas Glöer, Samer Rahma e Anok Yai. A alquimia do olho do diretor os reúne em uma série de mise-en-sc

Sobre Respeitar as Vagas Para Deficientes

Hoje, fui ao banco, pois precisava pagar algumas contas. Chegando lá, encontrei um veículo de empresa, do tipo van-só-que-não-com-logotipos-por-toda-parte, ocupando a vaga reservada para deficientes. Acabei descobrindo que a tal empresa iria trocar os extintores do banco. Logo vi, então, que se tratava de uso indevido da vaga.

Aproximei meu carro e, educadamente, perguntei, a um dos funcionários que se encontrava no veículo se ele iria demorar; em resposta, e demonstrando grande indiferença, disse que sim. Nesse instante, já contendo com esforço minha irritação, disse a eles que aquela vaga é destinada a deficientes -assim como eu mesma-, e que precisava usá-la. Imediatamente ele se recusou acenando a cabeça enquanto a abaixava para mexer no celular.

Dirigi-me ao estacionamento do banco e expliquei a situação ao manobrista, em um tom de voz elevado, para que o outro funcionário da empresa X, que  se encontrava próximo, ouvisse e fizesse algo. E nada aconteceu. O manobrista disse que não poderia fazer nada e parando ali eu teria de pagar.
Estacionei e subi as escadas. Sim, escadas, pois o estacionamento não tem as acesso a deficientes, já que a vaga fica fora do local. Paguei as contas e fui reclamar a um atendente do banco, que me orientou, em uma próxima ocasião, a bloquear com meu carro a saída do veículo que estiver usando a vaga, entrar no banco e pedir ajuda, que farão com que a pessoa tire o veículo, para que eu possa parar o meu.

O atendente me acompanhou até um daqueles funcionários e lhes solicitou firmemente que retirassem o carro da vaga. Desci as escadas, paguei o estacionando e sai com o carro, foi aí que vi o veículo da empresa X saindo da vaga de deficiente.

Espero que os três funcionários do carro, tenham aprendido a lição e não repitam o erro. Minhas limitações não são tão grandes, e, graças a Deus, consigo subir a escada em questão. Mas, e quanto aos que não conseguem?


Por favor, respeitem as vagas para deficientes. Ela é ótima, sempre bem localizada e maior em área, intencionamente, pois precisamos. Ok?!.

Comentários

Postagens mais visitadas