Pular para o conteúdo principal

Destaques

SALVATORE FERRAGAMO: Campanha Primavera-Verão 2021

Suspense, intriga e belas estrelas na campanha primavera-verão 2021 da Salvatore Ferragamo - “Director’s Cut”. Cortada diretamente pelo diretor indicado ao Oscar Luca Guadagnino da atmosfera do filme para a coleção, a campanha de Salvatore Ferragamo para a primavera-verão 2021 é uma obra-prima de refinamento do suspense. O portfólio de fotos e um curta, com curadoria de Guadagnino ao lado do diretor criativo Salvatore Ferragamo, Paul Andrew, se baseia no filme inspirado em Alfred Hitchcock, ambientado em Milão, que foi exibido antes do desfile de moda em setembro de 2020. Concebida como uma homenagem a Hollywood – o local do primeiro sucesso de nosso fundador – e a Milão – o local da expressão da moda de Salvatore Ferragamo no século 21 – a campanha combina nossa herança de artesanato artístico e inovação técnica. O elenco de Guadagnino é composto por Mariacarla Boscono, Maggie Cheng, Jonas Glöer, Samer Rahma e Anok Yai. A alquimia do olho do diretor os reúne em uma série de mise-en-sc

Eu e a MG - Evolução do Quadro Desde o Último Post


Olá 


Faz tempo que não escrevo sobre mim e a miastenia, pois estava tudo bem, sendo assim, eu não tinha muito o que dizer. Mas, agora tenho!

Apesar desse post só sair agora em Dezembro, foi em Setembro que as coisas começaram a mudar. Passei a ter um novo sintoma, visão dupla, até então nunca apresentado. Isso não mudou em nada minha vida, talvez agora eu tome mais cuidado ao subir e descer escadas, mas foi somente isso. É um pouco estranho, acontece de repente, porém, é breve, então não me incomoda.

Você, que me segue no Instagram acompanhou essa nova descoberta, exames, consultas e tudo mais. Se não viu, está tudo salvo lá nos meus destaques EU e a MG, confira! @shelybianchi

Apesar dessa novidade, estava tudo bem até o começo de Novembro, quando as coisas mudaram um pouco de rumo. Pois bem, por conta de muita dor na coluna, tomei uma dose que medição para a dor que a miastenia não gostou e resolveu dar as caras. Foram poucos dias em crise, mas o cansaço foi intenso. A minha casa ficou grande demais para mim e passei a não dar conta de meus afazeres diários. Meu marido e meus pais me ajudaram muito. Ele cuidou ainda mais de mim, assumiu minha parte nas tarefas do lar e meus pais, também, ajudaram muito na casa e trazendo comida pronta, junto com pratos e talheres descartáveis para poupar mais um trabalho. 

Após duas semanas em crise, minhas forças voltaram, mas minha coluna continuou a doer.
Tenho escoliose e lordose, por conta da MG, que durante a fase do estirão, não deu conta de mantê-la no lugar. Passei em consulta pelo ortopedista e estou com osteopenia, o que não é compatível com minha idade, mas por conta da MG, pela falta esforço físico, sim. E, também,estou com uma protusão discal com impressão dural em C7-T1, que pode justificar parte da dor.


Passei Novembro em repouso, agora já estou conseguindo fazer mais coisas sem que minha coluna reclame, mas o ortopedista me proibiu excessos para o resto da vida.Tudo bem, sigo em frente me adaptando aos percalços que a vida impõem. 

Próximo passo é tomar uma medicação via endovenosa para fixação do cálcio no osso e passar em consulta com o neurocirurgião. Esse ano ainda. Assim que tiver feito isso, trago novas atualizações.

Beijos e força para todos.

Comentários

Postagens mais visitadas